Fotos: Divulgação 

A qualidade da água que chega até a população, por meio do sistema de abastecimento da  Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA), foi alvo de vistoria realizada pela Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (AGERSA), ao longo de toda a semana. Iniciou na segunda-feira (14/06).

A inspeção foi solicitada pelo prefeito municipal, Luizinho, que acompanhou fiscalizações em pontos diversos de captação no Rio Limoeiro e Córrego da Prata. O gestor da cidade deixou claro o empenho do município em garantir água de qualidade aos moradores e a saúde dos rios do município. “Além de um melhor abastecimento, estamos em busca de revitalizar os nossos rios, o que é uma das nossas propostas de governo”, afirmou o prefeito Luizinho. 

Conforme informações preliminares do assessor técnico da Diretoria de Fiscalização da Agersa, Ramon Ferreira e da técnica Uinnie Estevam, foram encontrados índices elevados de minério manganês nas águas do Rio Limoeiro, o que pode inviabilizar a utilização do recurso. Os profissionais identificaram, ainda, a inexistência das chamadas reservas ecológicas obrigatórias. Essas reservas são a quantidade necessária de água que precisa existir após o barramento para que o rio mantenha sua vazão normal.   

Parecer técnico, com o resultado completo das análises e da fiscalização, será enviado pela agência reguladora para o Ministério Público, Vigilância Sanitária além do município. O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), também, deve ser acionado pela Agersa.

Por: Caiubi Notícias com informações Ascom da Prefeitura de Itagimirim

Postagem Anterior Próxima Postagem