Foto: Reprodução / Instagram

O dia 19 de abril é celebrado o Dia do Índio no Brasil e para comemorar a Federação Baiana de Triathlon (Febatri) anunciou nesta segunda-feira (19) que vai oficializar a inclusão da categoria indígena nas provas da modalidade. Junto com a prefeitura de Porto Seguro e com a Tribo Indígena Pataxó, a entidade fará uma clínica de triathlon para índios. O projeto em Porto Seguro foi desenvolvido para ocupar a lacuna da prova classificatória para o Ironman Mundial, que é disputa no Havaí. A competição aconteceria neste ano, mas por conta da pandemia do novo coronavírus foi adiada para 2022. O presidente da Febatri, Cleber Castro, comentou a novidade.

"A gente ia fazer um evento em Porto Seguro, mas por conta do contexto da pandemia do novo coronavírus, tivemos que adiá-lo para o ano que vem. O Triathlon brasileiro nasceu praticamente na Bahia, o primeiro presidente era baiano. Na Bahia eram realizadas as provas classificatórias para o Ironman Mundial no Havaí. Mas foi perdendo o posto em função dos novos presidentes que vinham chegando. Estamos querendo fazer um resgate histórico e voltar a ser o Nº 1 do Brasil e para a gente é simbólico começar resgatando por Porto Seguro. Então, estamos investindo lá de forma especial e ao invés da prova, teremos nesse ano uma clínica de Triathlon, convidando grandes heróis da velha guarda que são símbolos como Fernanda Keller, Armando Barcellos, Leandro Macedo, só olímpicos. Vamos fazer uma clínica em parceria com a prefeitura e a Tribo Pataxós. Para gente é importante já que falamos de história e os índios e Porto Seguro tem tudo a ver nesse contexto", explicou em entrevista ao Bahia Notícias.

Clínica esportiva é um evento cujo objetivo é apresentar determinada modalidade do esporte para os iniciantes abordando temas relacionados a teoria e prática. Além de ser uma oportunidade de promover uma troca de experiências entre pessoas e atletas praticantes. Ainda segundo Cleber Castro, o projeto de triathlon em Porto Seguro deverá começar a partir de setembro.

"Vamos criar essa clínica com suporte para eles durante o ano inteiro para eles começarem a aprender. Eles já participam de corridas quando tem, só que agora vamos incluir bicicleta e natação. Vai ser uma vivência bem legal", detalhou. "A ideia é começar em setembro", finalizou.

Fonte: Bahia Noticias / Por Leandro Aragão

Postagem Anterior Próxima Postagem