Foto: Divulgação/ Reprodução Imprensa Na Net

A prefeita de Eunápolis, Cordélia Torres, sancionou lei, na última quinta-feira, 15 de abril, considerando igrejas e templos de qualquer culto como atividades essenciais em períodos de calamidade pública no município. Em todas as igrejas e templos que se mantiverem abertos, há a observância de todos os protocolos e medidas de segurança, recomendados pelos órgãos de saúde.

A Lei Nº 1.251 veda a determinação de fechamento total de tais estabelecimentos. Para tanto, os cultos poderão ser realizados com a limitação total ou parcial do número de presentes, de acordo com a gravidade da situação decidida pela autoridade competente, sendo mantido o atendimento individual ou familiar, de forma presencial em todos esses locais. Permitido o trabalho social que envolva conscientização e o recebimento e entrega de doações, agasalhos ou similares.

É preciso que as atividades religiosas sejam desenvolvidas, desde que cumpridos critérios sanitários que garantam a segurança de todos, disse a prefeita. “O serviço espiritual para os féis e a parte social que é feita para atender à comunidade carente são fundamentais para o equilíbrio e bem-estar do ser humano, em tempos de pandemia, por isso a lei foi sancionada”, comentou.



Fonte: Ascom Prefeitura de Eunápolis 
Postagem Anterior Próxima Postagem