(Foto: Reprodução Itapebi Acontece)

A prefeitura municipal de Itapebi através da secretaria municipal de saúde junto com a equipe vigilância epidemiológica registrou mais três casos de coronavírus na tarde de quarta-feira, dia 10, que somaram 10 casos confirmados.

 Já na manhã desta quinta-feira mais dois casos foram confirmados e já estão internados no HPP – Hospital de pequeno porte Nelson Moura Ferreira. Os casos internados hoje no HPP são de origem do distrito de Caiubi e ficaram hospedados na casa de parentes na cidade histórica “Cidade Baixa” por dois dias. A informação foi confirmada agora a pouco por fontes fidedignas.



Ainda conforme informações de fontes no distrito de Caiubi em torno de 21 pessoas foram testadas na tarde desta quinta-feira (11) e dentre elas 13 foram confirmadas através de testagem rápida (dois internados em hospital da cidade de Itapebi) e 8 deram negativo nos teste. Os casos que já estão internados trata-se de duas mulheres e as idades não foram informadas.

As pessoas que testaram positivo já estão em isolamento residencial e sendo monitorados pela equipe da vigilância epidemiológica do munícipio de Itapebi. Um pouco antes do fechamento desta matéria informações deram conta que esse número do distrito de Caiubi poderá ser um pouco mais alto.

O secretário de saúde Sergio Murilo informou por telefone a reportagem do site  Itapebi Acontece 
que as pessoas que estiverem precisando de acompanhamento médico hospitalar deverão ficar internadas no hospital local, inclusive o secretário de saúde do município pede que a população se possível evite nesse período ir ao HPP  e que estes pacientes procure os Postos de saúde da família (PSF)

As informações dão conta que no distrito de Caiubi o número de testes rápidos deverá registrar mais alguns casos positivos do Covid-19 coronavírus.

Na tarde de ontem, quarta-feira (10), o município já havia anunciado o décimo caso confirmado de coronavírus, todos os casos estão sendo monitorada pela a equipe da vigilância epidemiológica. A informação é que esses são caso de transmissão comunitária, pois o município investigou e não tem confirmação da origem do contágio.

Fonte: Itapebi Acontece
Postagem Anterior Próxima Postagem