A Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Itapebi realizada na noite de ontem – terça-feira, 24 de setembro – prometia um grande embate político durante o horário da Tribuna dos Vereadores; mas não aconteceu.
 (Foto: Arnaldo Alves / ItapebiAcontece)
A disputa política prometia ser entre os seis vereadores, Damião Teixeira, Leo de Noeme, Cristiano da Sexta-básica, Biton e Cleide Moreira, possivelmente contra o Presidente Paulinho de Fifia, que nas duas últimas sessões, uma teve que cancelar por falta de quórum e a outra teve que ser suspensa devido os vereadores  citados terem abandonado a sessão por não se pronunciarem devido o presidente ter baixado norma – que segundo ele, está  de acordo com o  regimento interno da casa rezando que só se pronunciam durante a sessão os edis que tiver sido  inscrito antes  para discursar.
Por solicitação do vereador Leo de Noeme, Iniciou a sessão com a leitura da ata da sessão anterior em que os vereadores abandonaram-na, pois o vereador não concordava com parte da ata em que não explicitava a determinação do vereador Presidente Paulinho de Fifia sobre descontos de proventos por eles terem abandonado à sessão do dia 17 de setembro passado. De imediato o presidente Paulinho explicou que em consulta ao departamento jurídico da casa o Advogado o orientou que  não havia ilegalidade passiva de desconto por os vereadores terem deixado o expediente da sessão “antes ou durante” a ordem do dia. Mais mesmo assim o vereador Leonardo após gestualmente ter recebido a afirmação dos demais vereadores envolvidos que queriam sim que fosse constado em ata o pronunciamento do presidente.  O que foi feito pelo secretário de expediente da casa o Bel em direito, Ronaldo Pinheiro.
(Foto: Arnaldo Alves / ItapebiAcontece)
Atento a todos os acontecimentos o secretário de Governo. Isan Nascimento Botelho, do auditório da casa, atento acompanhava os acontecimentos.
Antes de encerrar a sessão e com a presença de todos os edis, o presidente da mesa diretora disse que não queria e não se sentia bem com o tipo de coisa que estava acontecendo nos últimos dias e que tinha certeza que não queria entrar em embates com os colegas pelo quais nada contra eles tinha e que se fossem prosseguir com  as desavenças nada levaria eles a nenhum lugar e para nenhum dos lados este tipo de coisa não somaria nada para eles vereadores e muito menos para os familiares deles que sempre seriam envolvidos. Além de que para comunidade nada seria positivo e somente a prejudicava. Desta forma muito aplaudido, encerrou a sessão.
Na opinião de alguns dos presentes na plateia, essa “picuinha” deveria acabar de imediato para que o município continue seguindo em frente e os gestores do executivo, bem como, os membros do legislativo continuem trabalhando por Itapebi.

Fonte: Itapebi Acontece 
Postagem Anterior Próxima Postagem