Ageu de Oliveira foi condenado a 9 anos de prisão em regime fechado por ter tentado matar a sua ex-companheiro com quatro facadas no município de Mâncio Lima, interior do Acre. Oliveira também deve pagar 30 salários mínimos como valor mínimo para reparação dos danos morais e estéticos sofridos pela vítima. 


A decisão foi do Tribunal do Júri da Vara Única da Comarca de Mâncio Lima, assinada pelo juiz Marcos Rafael. De acordo com o processo, a lesão foi grave e acarretou problemas estéticos e psicológicos à vítima. “Uma das facadas perfurou o seu pulmão direito, por isso, sente dificuldades na respiração quando realiza esforço físico. 

A versão da vítima é confirmada pelo exame de corpo de delito, que ressalta a presença de lesão corporal no hemotórax do lado direito. Nessa esteira, a circunstância deve ser valorada de forma a majorar a pena-base”, destacou o magistrado em sua decisão. Procurado pela reportagem, o juiz não quis comentar sobre o caso. O acusado foi condenado pro homicídio e foram qualificadoras a motivação torpe e feminicídio. Por ser réu confesso, houve uma redução da pena. Oliveira estava em prisão preventiva e deve continuar no presídio.

Por : Flávio Notícias 
Fonte : G1


Postagem Anterior Próxima Postagem