O Delegado Rafael Dunice chegou a falar com Albérico por telefone, ocasião que a suposta vítima alegou que pegou uma corrida para Itabela, e os passageiros, dois homens e uma mulher, anunciaram um assalto e o obrigaram a dirigir até Nanuque e depois Belo Horizonte.

Em Belo Horizonte ele “teria” fugido do carro e se apresentado como vítima de assalto para populares, que não acreditaram nele, achando que ele era doido. Por isso, a suposta vítima não procurou a Polícia nem tão pouco ligou para sua família em Eunápolis.

Além disso, a suposta vítima alegou que encontrou o seu carro abandonado, recuperando-o e seguindo viagem para Campinas/SP, distante mais de 600 quilômetros de Belo Horizonte.

Quando questionado o motivo de não ter retornado para a Bahia ao recuperar seu veículo, Albérico não soube explicar, dizendo apenas que estava se sentido ameaçado pelos autores do roubo, por isso resolveu tomar destino para Campinas/SP.

O caso continua sendo apurado pela Delegacia Territorial de Eunápolis.


Por : Flávio Notícias 

Fontes : Bahia dia dia /atos notícias 

Postagem Anterior Próxima Postagem