(Durante pandemia da Covid-19, prefeitura apreendeu equipamentos de som de festa com 40 pessoas em Itabuna — Foto: Divulgação/Prefeitura de Itabuna)

Uma operação de segurança foi montada para fiscalizar as ruas da cidade de Itabuna, que fica no sul da Bahia, a partir das 20h de terça-feira (12), quando começa o toque de recolher anunciado pelo governador Rui Costa na segunda-feira (11). A medida, que também vai acontecer em Ipiaú, vai vaer por 10 dias.

"A partir de hotem, 20h, começaram fazer uma operação grande, com 16 viaturas da Polícia Militar, incluindo a Rondesp, a Companhia Rodoviária, Companhia de Guarda, Cavalaria, a Cipe Cacaueira e a Guarda Municipal. Nós vamos para as ruas para fazer cumprir o decreto municipal, porque é necessário se recolher", disse o secretário de Segurança, Transporte e Trânsito de Itabuna, Valci Serpa.

"Nós sabemos que algumas indústrias, alguns comércios funcionam até tarde, então o horário de 20h tem sido um horário prudente para que todos possam fazer suas necessidades comerciais e retornar aos seus lares a tempo", concluiu.

De acordo com o secretário, apenas as farmácias da cidade e três postos de combustíveis estão autorizadas a funcionar após as 20h.

“Não podem, é bom esclarecer que só farmácias estão autorizadas. Teremos três postos de combustíveis nas rodovias, que ficam na BR-101 e uma que fica entre Itabuna e Ibicaraí. Esses três vão funcionar 24h se quiserem, os demais todos fechados. Delivery em hipótese nenhuma, veículos todos parados, inclusive táxis, moto-táxis e transportes por aplicativo", explicou.

Ainda de acordo com Valci Serpa, quem precisar ir até as farmácias deve apresentar o comprovante de residência e dizer o destino no momento da abordagem.

“Tem que sair com o comprovante de residência e, na abordagem, a gente vai verificar se está falando a verdade ou não e até conduzir para hospital, se estiver doente, ou conduzir para a farmácia, para ver a veracidade do fato. Pode ser colocado como desobediência e infringir o artigo 268 do código penal, que pode resultar em detenção de um mês a um ano e multa” , disse o secretário.

Fonte: G1 Bahia 
Postagem Anterior Próxima Postagem