Mães de alunos pedem a conclusão de obras na Escola Creche Quilombol,a no distrito de Maria Quitéria, em Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador. Por causa das obras, as crianças estudam em uma sala improvisada, dentro da associação de moradores.

(Morcegos invadem sala onde alunos estudam na cidade de Feira de Santana — Foto: Reprodução/TV Subaé)

Nós queremos saber do nosso prefeito como é que vai ficar a nossa escola. Por que está parada? Por que não reiniciou as obras?”, reclamou a lavradora Cilene Lima.

Na frente da escola, uma placa da prefeitura de Feira de Santana informa que a obra, orçada em mais de R$ 2 milhões, começou no dia 14 de setembro de 2017 e estava prevista para ser concluída em 11 de maio do ano passado. Entretanto, não há trabalhadores no local desde os meados de 2018.

Nossas crianças precisam de uma estrutura. Você vê que aqui [terreno da escola] tem bastante entulho. São obras que estão paradas e não tem mais utilidade”, disse a lavradora.

Segundo as mães dos alunos, a Escola Vasco da Gama, única escola do distrito, que fica na associação dos moradores, funciona há mais de 20 anos em condições precárias. As salas não tem conforto e faltam carteiras e cadeiras novas, além de pintura nas paredes e bebedouros.

Algumas salas da associação de moradores são invadidas por animais e têm ventiladores quebrados.

Cupim, passarinhos e morcegos [invadem as salas de aulas]. Fez reparo no ano passado, mas infelizmente voltou tudo de novo, porque os passarinhos entram, os bichos entram”, reclamou a mãe de um dos alunos.

Nossos filhos não podem ficar à mercê de doenças, porque isso [sujeira] causa doenças, bronquite asmática. Crianças que têm asma como o meu filho, têm que viver assim”, disse.

Em nota, a Secretaria de Educação (SEC) de Feira de Santana informou que o atraso na conclusão da obra está associado a desistência da construtora responsável. O órgão disse que a abertura da nova licitação será feita ainda neste ano. O órgão não comentou sobre a situação da improvisação feita para os alunos.

Fonte: G1 Bahia / Por TV Subaé 

Postagem Anterior Próxima Postagem