A operação da Polícia Federal em Itapebi que tem como objetivo reprimir uma organização criminosa suspeita de desviar recursos públicos obtidos através de convênios com a União para uso na saúde e educação do município que foi deflagrada nessa quarta-feira, dia 30.

Intitulada como Operação “Hipócrates” por ter um médico na chefia do esquema, há, pelo menos, 60 policiais federais envolvidos em diversos municípios do Sul do Estado, tais como: Floresta Azul, Itabuna, Ilhéus, Itapebi, Itororó, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Uruçuca e Vitória da Conquista.

Nesta quarta-feira (30), nota oficial da prefeitura da Prefeitura Municipal de Itapebi foi enviada ao ItapebiAcontece esclarecendo o caso.

Acompanhe abaixo:
                                                                             NOTA DE ESCLARECIMENTO
 

Na manhã de hoje, 30 de maio de 2018, diversos meios de comunicação veicularam notícias a respeito da operação "Hipócrates" deflagrada pela Polícia Federal, noticiando, inclusive, sobra realização de diligências no Município de Itapebi.
 
Diante disso, necessário esclarecer que não foi realizada nenhuma diligência em qualquer órgão do Município, muito menos foi requerido qualquer tipo de documentação relacionado a procedimentos realizados na atual Gestão do Prefeito Juarez da Silva Oliveira.
 
Em verdade, a operação refere-se ao Governo passado, a época administrado por Francisco Brito, não tendo nenhuma relação com o atual Governo.
 
Assim, com o respeito que a população de ltapebi merece, bem como para dirimir qualquer tipo de dúvida, requer que os órgãos de imprensa noticiem a presente nota, ao passo que colocamos toda nossa equipe a disposição para maiores esclarecimentos.
 
Itapebi, Bahia, 30 de maio de 2018.
Assessoria de Imprensa 



Fonte : Itapebi Acontece 
Postagem Anterior Próxima Postagem