O ciclo de Nenê no Vasco chegou ao fim. O camisa 10 teve uma conversa com o presidente Alexandre Campello, nesta sexta-feira ( 26 ) , e pediu para sair do clube carioca. Ele, inclusive, está fora do clássico com o Flamengo, neste sábado (27), no Maracanã. Nas redes sociais, o meia se despediu da torcida cruz-maltina .

Paralelamente a isso, o São Paulo, o Cruz-maltino e o atleta acertaram verbalmente a composição da transferência.

Nenê vai reforçar o São Paulo com um contrato de dois anos. Ele não recebia há cinco meses, segundo o empresário Gilvan Costa. Por isso, o Vasco tinha uma dívida de R$ 1,5 milhão com o atleta. As bases salariais estavam acertadas há alguns dias.

A composição do acordo será da seguinte maneira:

O Vasco vai arcar com pouco mais da metade do total da dívida, pois tinha pendências com o São Paulo pelas negociações de Breno e Wellington.
Nenê vai abrir mão de quase metade do que teria direito.

O São Paulo, em contrapartida, aceitou aumentar o vínculo inicial oferecido de um ano e meio (18 meses) para duas temporadas (24 meses), como o atleta queria.

Essa foi a maneira encontrada em busca de uma solução razoável para todas as partes. O Tricolor não incentivou o jogador a entrar na Justiça para rescindir com o Vasco, pois entendeu que isso poderia atrasar a negociação.


 Foi a mesma postura adotada na tentativa por Gustavo Scarpa, que rescindiu com o Fluminense judicialmente e fechou com o rival Palmeiras.


Fonte : Globo Esporte

Postagem Anterior Próxima Postagem